Vereador de Peçanha suspeito de matar ex-namorada e ex-sogro é preso no RJ

O vereador Sincero Ramos de Morais, de Peçanha, foi preso por policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), apoiados pela Polícia Civil de Minas Gerais.

Sincero é suspeito de matar, a tiros, a ex-namorada, de 33 anos, e o pai dela, de 62. O crime aconteceu no dia 6 de maio.

Segundo a Polícia, o político foi encontrado em Itaipava, distrito de Petrópolis, Região Serrana do estado do Rio de Janeiro.

As investigações apontaram que o crime aconteceu na casa das vítimas e na frente da filha do casal, de apenas um ano de idade.

O delegado Daniel Rosa, titular da DHBF, revelou que a investigação contou com a troca de informações de inteligência entre policiais de Minas e do Rio.

Relembre o crime

Testemunhas disseram à polícia que Sincero Ramos de Morais foi até a casa e pediu para ver a filha. A avó da criança recusou a visita do pai, alegando que já estava a noite para ele se encontrar com a menina. Minutos depois, o vereador retornou, forçou a entrada na casa e pegou a filha no colo.

Em seguida, o avô da criança discutiu com o suspeito na sala e depois foi para o quarto. Ao retornar, encontrou o parlamentar armado com um revólver. Ainda segundo testemunhas, ele colocou a criança no chão e atirou.

Afonso Vilela de Souza foi atingido por quatro disparos e morreu no local. Ao perceber que o pai havia sido baleado, Aline Aparecida de Souza correu até a sala e foi atingida por cinco tiros após se abaixar próximo ao corpo do pai. Segundo a polícia, depois do crime o vereador fugiu em um carro com placas de Belo Horizonte. Os corpos das vítimas foram encaminhadas ao IML de Valadares.

A mãe da mulher disse à polícia que o vereador já havia ameaçado a filha e os familiares de morte várias vezes, mas eles não registraram boletim de ocorrência.

Fontes: O Dia, G1
Imagem: Divulgação

Notícias Relacionadas