Suspeito de matar pastor de Carmésia é preso e diz que crime foi encomendado

Um rapaz de 19 anos foi preso suspeito de matar um pastor de Carmésia durante um assalto na véspera do Natal, no Distrito de Vale Verde, em Caratinga. Ele foi localizado no Distrito de Revés do Belém, em Bom Jesus do Galho, após denúncias anônimas e confessou o homicídio.
De acordo com a PM, o rapaz disse que matou o pastor a mando de outra pessoa, que estaria com a arma do crime, mas não soube dar informações sobre esse suposto mandante. A Polícia Civil investiga o caso.
No momento da abordagem, o suspeito tentou fugir, mas foi capturado. Na casa onde ele estava foram encontrados dois pinos de cocaína, uma porção da mesma droga, uma faca e o celular da vítima.
O rapaz, que já tem passagens por tráfico de drogas, foi preso em flagrante e levado para a delegacia de Caratinga.
Na véspera de Natal, 24 de dezembro, Milton de Oliveira Barroso, de 48 anos morreu após ser atingido por um tiro na cabeça, durante um assalto no distrito de Vale Verde, em Caratinga. Ele era pastor de uma congregação de Carmésia e estava no local com amigos e parentes.
Armado e com o rosto coberto por uma touca, o assaltante invadiu duas casas, atirando nas paredes para intimidar as pessoas e roubando os celulares. Sabendo da presença do assaltante na casa vizinha, o pastor trancou as portas e janelas do primeiro andar da casa que estava e quando subiu para o segundo andar para fazer o mesmo, se deparou com o assaltante.
O criminoso tinha conseguido escalar o muro e entrar pela varanda do segundo andar. Ao ver que a vítima estava fechando a porta, ele disparou, atingindo a testa do pastor, que morreu na hora. Testemunhas disseram aos militares que viram o autor fugir em uma motocicleta.