Polícia Ambiental fecha fábrica clandestina de armas de fogo em Rio Vermelho

Nesta quinta-feira (01/04), a Polícia Militar de Meio Ambiente deflagrou a Operação Paz no Campo XIV, com o objetivo de combater a criminalidade e a violência no meio rural, bem como coibir a prática de crimes ambientais para a preservação e proteção do meio ambiente.

Durante as diligências, várias pessoas foram abordadas e residências revistadas na zona rural de Rio Vermelho.

Os militares também foram até um local conhecido por Córrego Quente, pois tinham informações de que um suspeito teria uma oficina clandestina para a fabricação e manutenção de armas de fogo.

A denúncia dava conta que os serviços eram combinados pelo aplicativo “WhatsApp” e as armas levadas até a casa do autor, sendo um local de difícil acesso.

Na residência foram encontradas 07 armas de fogo de calibres diversos, dentre elas um revólver calibre 22 com capacidade para 10 tiros e uma carabina adaptada, munições, peças e canos para fabricação e manutenção das armas.

Já no cômodo onde funcionava a fábrica clandestina, foram encontradas diversas ferramentas, peças de armamento e farto maquinário, os quais eram utilizados para a manutenção e fabricação das armas.

O autor, de idade 62 anos, não estava no local no momento da chegada da equipe policial, porém foi identificado e responderá pelo crime de comércio ilegal de arma de fogo.

Durante as buscas, foram libertados dois pássaros da fauna silvestre brasileira, os quais estavam sendo mantidos irregularmente em cativeiro no mesmo local.

(As informações são da Polícia Ambiental)