Ossadas localizadas na margem da BR-381 em Belo Oriente

Suspeita inicial da perícia é que os restos mortais sejam de um homem e de uma mulher

Os funcionários responsáveis por limpar as margens da BR-381, em Belo Oriente, encontraram na tarde desta quinta-feira (20), duas ossadas humanas próximo ao posto Guanabara. Os ossos foram recolhidos e encaminhados para o Instituto Médico-Legal (IML) de Ipatinga.

O encontro das ossadas aconteceu acidentalmente, por volta das 14h. Um funcionário fazia a limpeza de uma canaleta para o escoamento de água de chuva, na margem da BR-381. Ele notou alguns ossos no local e, desconfiado que podiam ser humanos, resolveu acionar a polícia.

Os policiais militares notaram que havia poucos ossos no local, mas notaram que eles estavam saindo da terra, nas proximidades. Toda a área foi cercada para o trabalho do perito Luís Carlos, da Polícia Civil. O Portal Diário do Aço apurou que foram utilizadas de ferramentas, como enxadas, para escavar a cova rasa onde estavam as ossadas.

As primeiras análises indicam que as ossadas podem pertencer a um homem e a uma mulher, esta apresentava uma perfuração de disparo de arma de fogo no lado direito do crânio. Junto com os restos mortais, encontrados roupas, calçados, uma pochete, uma marica (cachimbo artesanal para uso de drogas) e ainda um batom. As ossadas foram removidas e levadas para serem analisadas antropologicamente no IML de Ipatinga.

Como em outros casos, os ossos deverão ser encaminhados para o setor de Antropologia Forense, no Instituto de Criminalística da Polícia Civil, em Belo Horizonte. Eles serão submetidos a estudos mais detalhados, para ser apontadas várias características, como altura, sexo, idade, etnia e outras para uma possível identificação.

Diário do Aço.


 
 
Fotos: Portal Plox.

Mais notícias