Operação Maio Amarelo alerta população sobre impactos dos acidentes de trânsito

As Forças de Segurança Pública do Estado e demais instituições lançaram, nesta terça-feira (3/5), a Operação Integrada Maio Amarelo, que este ano traz o tema “Juntos salvamos vidas”. Ao longo do mês, serão realizadas diversas ações em Minas Gerais para alertar a população sobre os impactos dos acidentes de trânsito, além de divulgar meios de prevenção e outras formas de evitá-los.

O lançamento da operação foi realizado na Cidade Administrativa, na capital mineira, e reuniu integrantes das forças de segurança para a saída simbólica das viaturas e demais estruturas, como a carreta do Centro Integrado de Comando e Controle.

Integram os trabalhos conjuntos, coordenados pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG), Polícia Penal de Minas Gerais (PPMG), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Empresa de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans), Guarda Municipal, Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem (DER-MG) e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Operação integrada

Os profissionais percorrerão bares, restaurantes, escolas, praças, ruas e rodovias, com diversos trabalhos de conscientização; prestarão orientações junto a motociclistas, com distribuição de antenas, para que esses possam evitar acidentes com cerol; fortalecerão as operações repressivas – haverá blitz integrada da Lei Seca semanalmente; e promoverão caminhadas com a mobilização de doação de sangue para o Hemominas, focando no atendimento às vítimas de trânsito, por exemplo.

O secretário da Sejusp, Rogério Greco, afirma que as forças de segurança estão unidas para salvar vidas. “A conscientização junto à população sobre os cuidados no trânsito é primordial. Nosso principal objetivo não é punir; mas sim evitar que a população corra riscos por conta de descuido ou imprudência. Todos precisam fazer a sua parte. Esta é uma campanha mundial e Minas está à frente, integrando todas as forças de segurança e órgãos relativos ao trânsito, para que possamos reduzir o número de acidentes e salvar vidas”.

“Se uma pessoa deixar de ser vítima de acidente, já fez sentido o nosso trabalho. Esta é uma campanha internacional que visa conscientizar tanto as instituições quanto a população com relação a atuação no trânsito. O nosso objetivo é salvar vidas”, disse o comandante-geral da Polícia Militar, Cel Rodrigo Souza Rodrigues, durante o lançamento da campanha.

Porta-voz da PMMG, a major Layla Brunnela destaca operações preventivas realizadas constantemente, visando chamar a atenção dos motoristas, ciclistas e pedestres sobre a importância de respeitarem as leis de trânsito.  “Em relação à Campanha Maio Amarelo, as ações que serão realizadas de forma integrada pelos órgãos de segurança reforçarão as estratégias utilizadas pelas instituições para sensibilização dos cidadãos para um comportamento mais seguro e responsável no trânsito, o que possibilitará a diminuição dos acidentes e, consequentemente, preservará vidas”, destacou.

Investigação

Diante de crimes relativos a condutores de veículos, a população conta com os trabalhos de investigação da PCMG, que atua na elucidação dos casos, além da educação de trânsito. “Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que 90% dos acidentes são causados por falha humana, ou seja, podem ser evitados com mudanças de atitudes. São muitas vidas perdidas, pessoas com sequelas e famílias impactadas pelo desrespeito à legislação de trânsito e pela falta de atenção” observou o chefe da Polícia Civil de Minas Gerais, delegado-geral Joaquim Francisco Neto e Silva.

Na prestação de socorro às vítimas, em 2021 o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais atendeu cerca de 25 mil ocorrências relacionadas à acidentes de trânsito em todo o estado. Número que se torna ainda mais alarmante quando analisado no contexto nacional e que carece de atenção e de ações contundentes por parte das entidades envolvidas.

“A Campanha Maio Amarelo tem se mostrado eficaz neste contexto de conscientizar e fomentar a cultura da prevenção de acidentes de trânsito há quase uma década. É preciso incutir nos condutores o senso de responsabilidade e de valorização à vida e lembrar que as estatísticas não são apenas números, mas denunciam sonhos que foram interrompidos e ausências que sempre causarão dor” lembra o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, Coronel Edgar Estevo.

Movimento 

O Maio Amarelo, movimento que ganhou forma no Brasil a partir de 2014, é uma parceria entre órgãos e entidades do Sistema Nacional de Trânsito, órgãos públicos, empresas privadas e sociedade civil.  O mês se tornou referência mundial para as ações que objetivam reduzir o número de vítimas no trânsito quando, em maio de 2011, a Organização das Nações Unidas (ONU) decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito. Na ocasião, governos de todo o mundo se comprometem a adotar medidas para prevenir os acidentes no trânsito.

O amarelo foi escolhido porque a cor simboliza atenção e também a sinalização de advertência no trânsito. O Maio Amarelo também objetiva chamar a atenção de motoristas, passageiros, pedestres e ciclistas sobre os impactos sociais, emocionais e econômicos dos acidentes de trânsito, para assim mudar atitudes.

Para dicas e orientações, ao longo de todo o mês, as instituições e forças de segurança disponibilizarão em suas redes sociais peças gráficas com conteúdos relativos ao trânsito. (Agência Minas)