Incêndio atinge mata no bairro Jardins 2, em Guanhães

Um incêndio em área de vegetação assustou moradores e mobilizou a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros, na tarde desta sexta-feira (20) em uma mata, no bairro Jardins 2, em Guanhães.

A suspeita é que ele tenha começado por ação criminosa. As chamas se espalharam rapidamente e chegam perto de residências. A fumaça pôde ser vista de vários locais da cidade, além de ruas no entorno.

Tanto as polícias Ambiental e Militar foram acionadas, bem como o Corpo de Bombeiros de São João Evangelista. Os policiais militares foram os primeiros à chegarem ao local e iniciaram o trabalho de combate às chamas, evitando que o fogo se espalhasse. Os bombeiros chegaram um pouco mais tarde.

Nessa época do ano, o clima fica realmente seco e as chuvas se tornam escassas, o que deixa a vegetação suscetível às queimadas que são, juntamente com os desmatamentos, os principais problemas ambientais. Por isso cada cidadão deve estar bem informado sobre como prevenir as queimadas.

O Corpo de Bombeiros Militar repassa algumas dicas importantes para realizar a prevenção:

• Ao trafegar pelas estradas e rodovias, não lance pontas de cigarro pela janela do veículo, pois com a baixa umidade desse período, a vegetação seca se incendeia com muita facilidade.
• Ao realizar acampamentos, seja bastante cuidadoso na hora de acender fogueiras, velas e lampiões. Só acenda as fogueiras após limpar bem o local, retirando completamente a vegetação em volta. Procure fazer sua fogueira em local aberto, como por exemplo, numa clareira ou à beira do rio, para que o fogo não prejudique os galhos e folhas das árvores que estejam em volta ou acima dela. Quando não for mais utilizar a fogueira, certifique-se que as brasas estão apagadas e resfriadas. Se possível, enterre o as sobras de material (carvão, brasas e cinza). Não jogue os restos da fogueira no rio. Nunca se ausente do acampamento, deixando para trás a fogueira acessa ou com torrões em brasa.
• Não jogue lixo por aí. As latas de metal, os cacos e garrafas de vidro podem se aquecer ao sol e acabar dando origem às queimadas.
• Não solte balões, além de perigoso é crime conforme a Lei de Crimes Ambientais (Lei Federal nº 9605/98). O balão pode cair aceso em florestas, residências e indústrias, produzindo grandes prejuízos patrimoniais, ameaça ao nosso meio ambiente e até mesmo colocando a integridade física e a vida das pessoas em risco.
• Quando for realizar alguma queima controlada para renovo de pastagem ou para limpeza de alguma área, procure antecipadamente o Programa de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais de Minas Gerais (Previncêndio), que é formada pelo Corpo de Bombeiros Militar, Instituto Estadual de Florestas, Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Polícia Militar, Polícia Civil, Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, Prefeitura Municipal e parceiros privados.