Homem é indiciado por injúria racial em Guanhães

Nesta segunda-feira (23/5), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) concluiu o inquérito policial que apurou o crime de injúria racial cometido contra um homem, de 49 anos, em Guanhães.

De acordo com as investigações, a vítima teria feito um vídeo dançando, o qual foi compartilhado em um grupo de aplicativo de mensagens. Um homem, de 72 anos, integrante do grupo, teria proferido palavras ofensivas à vítima, chamando-a de “macaco”, “orangotango” e outros termos ofensivos.

Conforme esclarece o delegado Junio Almeida, “dirigir palavras ofensivas a uma pessoa referentes a sua cor, é crime de injúria racial e, se praticada por meio de aplicativos/internet, ainda é majorado em virtude da facilitação da divulgação da ofensa, por provocar mais danos à dignidade da vítima”.

O inquérito será encaminhado à Justiça para que sejam tomadas as demais providências cabíveis. (As informações são da PCMG)