Diretoria e comissão técnica do Atlético se reúnem no Independência após empate

De acordo com o clube, o encontro no vestiário foi ‘convencional’

O clima no Independência ficou tenso após o empate por 3 a 3 entre Atlético e Chapecoense, que jogou 63 minutos com um jogador a menos. Tanto é que integrantes da diretoria e da comissão técnica se reuniram em um dos vestiários do estádio para discutir o momento vivido pelo time, que não vence há três jogos no Campeonato Brasileiro.

De acordo com a assessoria de comunicação, o encontro foi ‘convencional’, para debater a situação da equipe. A reunião durou pouco mais de uma hora e teve a participação do presidente Sérgio Sette Câmara, do diretor de futebol Alexandre Gallo – que deixou a conversa momentos antes do fim – e do técnico interino Thiago Larghi.

Ao contrário do que foi cogitado, nenhuma demissão ou troca de cargo foi anunciada logo após a conversa. Ninguém da diretoria ou da comissão técnica deu entrevista na saída do vestiário.

Reclamação de Luan

O clima ficou tenso também entre os jogadores, que, segundo o próprio Thiago Larghi, debateram o empate no Horto. Luan, ao sair do vestiário, reclamou do treinador alvinegro.

O xodó da torcida alvinegra se chateou por ter sido substituído e se queixou das mudanças em seu posicionamento em campo, ora jogando aberto, ora pelo meio.

“Não dei nenhum espaço para o lateral-esquerdo cruzar, taticamente fiz o meu papel. Ofensivamente, tenho que melhorar também. Tem que escolher um para tirar, e ele sempre escolhe eu. Acho que ele tem total liberdade para fazer isso. Eu vou trabalhar para poder jogar os 90 minutos para fazer o gol. Venho trabalhando para poder ajudar a equipe. Ele pediu para jogar em uma função, em outro jogo pediu para jogar em outra, e até depois adaptar novamente à função que ele pede, você fica meio perdido”.

Além disso, Luan criticou o técnico interino Thiago Larghi, que deixou o Atlético com apenas um zagueiro mesmo estando momentaneamente à frente do placar. Aos 10 minutos do segundo tempo, o Galo empatava o jogo por 2 a 2, quando Larghi colocou o atacante Erik no lugar do zagueiro Gabriel. A linha defensiva passou a ser formada por três jogadores: Emerson (lateral-direito), Bremer (zagueiro) e Fábio Santos (lateral-esquerdo). O Atlético desempatou aos 13′ com Róger Guedes. Quatro minutos depois, a Chapecoense chegou ao empate.

Para Luan, Larghi deveria ter fechado o time assim que o Galo marcou o terceiro gol. “A gente fez o gol e poderia voltar e fechar a casinha. Mas ficamos expostos  novamente e acabamos tomando o gol de empate com um atacante só do time deles. Tem que rever. Eu, o treinador, a comissão técnica, todo mundo”, disse.