Começam as obras de reforma da igreja matriz de São Miguel & Almas, em Guanhães

Começou no início do mês de fevereiro as obras da reforma da igreja Matriz da São Miguel & Almas, em Guanhães. Segundo o técnico em restauração, Alexandre José de Assis, a reforma passará por várias etapas e a primeira delas começa com a troca do telhado, seguida do fechamento da estrutura e, ao mesmo tempo, serão instalados os conduítes para a passagem da parte elétrica. A última etapa dos trabalhos é a pintura.

A reforma da igreja matriz exige um trabalho minucioso devido ao seu tempo de instalação. De acordo com Alexandre, o trabalho deve ser feito por profissionais com conhecimento na área devido aos cuidados exigidos atualmente, dente eles, a avaliação do acesso para que os profissionais possam trabalhar e o procedimento nos elementos artísticos.

Ainda de acordo com Alexandre, a igreja e os fiéis só terão a ganhar com a reforma. A previsão para o término da primeira etapa das obras, caso não haja nenhum contratempo, é de cinco meses. Até então, ele pede à população, que por mais de uma vez tem pedido acesso ao templo religioso, que tenham paciência, pois, como o mesmo disse “é necessário a interdição, tem vários (fiéis) pedindo, implorando para entrar, mas, por medida de segurança, não tem como a gente facilitar este acesso”.

Alexandre José de Assis é profissional na área da restauração de patrimônios históricos há cerca de 20 anos. Ele já passou por vários cursos de manejo e proteção dos elementos que envolvem a profissão.

História

Segundo o site institutoestradareal.com.br, “a história da igreja matriz faz parte da história de Guanhães. Ela foi construída a partir de 26 de janeiro de 1.811 por meio do Alvará Régio de D. João VI. A igreja Matriz de São Miguel e Almas foi tombada como patrimônio Histórico Municipal pela Lei 1.914, de 22 dezembro de 2000. Além da parte externa da igreja, foram tombados todos os bens móveis e imóveis de relevante valor histórico que compõem seu conjunto, como: o lustre central, os retábulos laterais direito e esquerdo, o retábulo lateral direito estilo neogótico, o altar-mor, o quadro situado sobre o centro do corpo da Igreja, de São Miguel em combate, a pintura sobre o coro, e as pinturas laterais dentro da nave.”