Fábio Santos decide, e Victor salva em vitória sobre o São Paulo que aproxima o Atlético da zona de classificação para a Libertadores

Nada melhor que duas vitórias consecutivas para melhorar o ambiente. Na noite desta quarta-feira, o Atlético derrotou o São Paulo por 1 a 0 e se recolocou na briga por uma vaga na Copa Libertadores de 2018. O gol solitário no Independência foi marcado por Fábio Santos, de pênalti. Lá atrás, Victor praticou boas defesas e impediu gols do agora visitante Lucas Pratto, em jogo válido pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A partida também ficou marcada por um lance polêmico. Ainda no primeiro tempo, Felipe Santana dividiu com marcadores do São Paulo e mandou para o gol. Sidão afastou o perigo, mas a bola já havia entrado – em contradição com o que assinalou a arbitragem.

O triunfo deixa o Atlético na oitava posição, com 37 pontos – dois a menos que o sétimo colocado Flamengo, primeiro time dentro da zona de classificação para a Libertadores. O time carioca enfrenta o Fluminense nesta quinta-feira, em jogo da 27ª rodada. O São Paulo, por sua vez, fica em 14º, com 31 pontos.

O próximo jogo do Atlético será neste domingo, às 17h. A equipe alvinegra enfrentará o Sport, na Ilha do Retiro, pela 28ª rodada. Às 21h do dia anterior, o São Paulo recebe o Atlético-PR, no Pacaembu.

Pressão e polêmica

Nos dias que antecederam o jogo, jogadores e técnico garantiram: o Atlético não precisa obrigatoriamente marcar um gol no início da partida – marca do técnico Cuca, campeão da Copa Libertadores com o clube em 2013. Entretanto, o que se viu nos primeiros minutos foi um time incisivo, que tentava encurralar o São Paulo.

Aos 12’, Roger Bernardo achou belo passe para Robinho. A finalização do camisa 7 parou nas mãos de Sidão. No rebote, Fred tinha a meta aberta pela frente, mas chutou para fora.

Minutos depois, Felipe Santana dividiu com dois marcadores. Após bate-rebate, o goleiro do São Paulo afastou a bola em jogada polêmica: entrou ou não entrou? De acordo com a arbitragem, não ultrapassou a linha – para reclamações dos jogadores e da torcida. As câmeras, entretanto, mostram que foi gol.

A troca de passes e constante movimentação seguiu na segunda metade do primeiro tempo. Robinho e Valdívia se alternavam entre o centro e a ponta esquerda e confundiam a marcação adversária. O São Paulo não conseguia avançar e terminou a metade inicial do jogo com 45% de posse de bola e apenas uma finalização – para fora.

Gol e ‘milagres’

O segundo tempo começou antes mesmo de a bola rolar. No retorno do trio de arbitragem para o gramado, a torcida gritou seguidamente “o ladrão voltou”. Em campo, o São Paulo tentava equilibrar o jogo. Mas, aos 6’, Valdívia invadiu a área e foi derrubado por Bruno Alves. O árbitro Heber Roberto Lopes marcou pênalti. Na cobrança, Fábio Santos bateu cruzado, no canto esquerdo de Sidão, e abriu o placar: 1 a 0.

O gol fez com que o São Paulo precisasse se expor mais. O time paulista chegou com perigo em cabeceio de Lucas Pratto, que parou em grande defesa de Victor. Nos contra-ataques, o Atlético chegava com perigo. Aos 21’, um lance parecido com a polêmica do primeiro tempo: Felipe Santana finalizou, Sidão afastou. Dessa vez, apesar das reclamações alvinegras, a bola realmente não entrou – conforme assinalou a arbitragem.

O São Paulo chegava bem em bolas aéreas. Aos 28’, Lucas Pratto foi lançado e cabeceou firme, no chão. Victor fez grande defesa e manteve o 1 a 0 no marcador. No restante da partida, o Atlético se manteve com as linhas recuadas para se proteger das ofensivas rivais. Robinho até teve chance de ampliar o marcador, mas foi travado na hora do chute. No fim das contas, vitória assegurada.

ATLÉTICO 1 X 0 SÃO PAULO

Atlético

Victor; Marcos Rocha, Felipe Santana, Gabriel e Fábio Santos; Adilson e Roger Bernardo; Cazares (Otero), Robinho e Valdívia (Clayton); Fred (Rafael Moura).

Técnico: Oswaldo de Oliveira

São Paulo

Sidão; Éder Militão, Rodrigo Caio, Bruno Alves e Júnior Tavares; Petros, Jonatan Gomez (Jucilei), Hernanes (Shaylon), Marcos Guilherme e Lucas Fernandes (Maicosuel); Lucas Pratto.

Técnico: Dorival Júnior

Gol: Fábio Santos, aos 6 minutos do segundo tempo (Atlético)

Cartões amarelos: Robinho (Atl); Éder Militão, Bruno Alves e Rodrigo Caio (SP)

Motivo: 27ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro

Estádio: Independência

Data e horário: quarta-feira, 11 de outubro de 2017, às 21h45 (de Brasília)

Público: 17.606

Renda: R$ 296.355,00

Árbitro: Heber Roberto Lopes – SC (CBF)

Assistentes: Helton Nunes – SC (CBF) e Thiago Americano Labes – SC (CBF)