Cruzeiro será julgado no STJD por objeto arremessado em final da Copa do Brasil

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva acolheu a denúncia da Procuradoria, e o Cruzeiro será julgado pela Terceira Comissão Disciplinar do órgão por causa de um incidente ocorrido na final da Copa do Brasil contra o Flamengo, no Mineirão, em 27 de setembro. Dependendo da gravidade avaliada, o clube mineiro poderá ser multado e perder mando de campo. O julgamento ocorrerá na próxima quarta-feira, às 14h30 (de Brasília).

O clube foi enquadrado no artigo 213, inciso III, parágrafo 1º do CBJD ao “deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir lançamento de objetos no campo de jogo”. A pena é de multa entre R$ 100 e 100 mil e, se considerada de elevada gravidade, o clube poderá ainda ser punido com a perda de até 10 mandos de campo.

Na súmula da partida, o árbitro Luiz Flavio de Oliveira narrou o arremesso de um objeto no campo que atingiu o médico do Flamengo. “Ao término das disputas desde o ponto penal, fui informado pelo quarto árbitro Miguel Cataneo Ribeiro da Costa, que um objeto não identificado vindo da torcida da equipe do Cruzeiro E.C. atingiu a cabeça do Sr. Márcio A. Tannure, médico da equipe do C.R.Flamengo, causando sangramento”, narrou o árbitro.