Cruzeiro repete atuação consistente, mas fica no empate com o Flamengo no Mineirão

Raposa sai atrás do placar, mas Sassá entra em campo e busca empate: 1 a 1

Se não conseguiu aumentar a sequência de vitórias no Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro pelo menos repetiu as atuações consistentes das vitórias sobre Palmeiras e Atlético-PR. Neste domingo, no Mineirão, o time de Mano Menezes saiu atrás do placar contra o Flamengo, mas buscou o empate em finalização de Sassá. O atacante marcou o primeiro com a camisa celeste no 1 a 1 do Gigante da Pampulha. Ambos os gols foram registrados na etapa final. Com o placar igual, o Cruzeiro cai uma posição, deixa o G6 e fica em 7º lugar, com 21 pontos – Botafogo e Coritiba ainda podem ultrapassar a equipe celeste.

Depois de receber um carioca no Mineirão, o Cruzeiro vai ao Rio de Janeiro para enfrentar o Fluminense, na próxima quinta-feira, no Giulite Coutinho, às 19h30. O Flamengo, por sua vez, tem mais um compromisso contra concorrente direto. A equipe de Zé Ricardo recebe o Palmeiras, na quarta-feira, às 21h45, no Luso-Brasileiro.

O jogo

Sem pelo menos seis titulares (Manoel, Dedé, Ezequiel, Henrique, Robinho e Arrascaeta), Mano Menezes voltou a adotar o estilo de jogo reativo. Marcando atrás da linha da bola, o Cruzeiro, muito concentrado na marcação, chamava o Flamengo para seu campo e esperava uma bola para sair em contra-ataque, apostando, especialmente, na velocidade de Elber e Alisson, os pontas escolhidos pelo treinador para o esquema 4-2-3-1. A primeira chance da Raposa veio aos 7’. Thiago Neves recebeu na área, matou no peito e finalizou com força. Thiago fez importante defesa. Aos 23’, Leo cabeceou depois de escanteio e também levou perigo.

Com dificuldade para transpor as linhas de marcação do Cruzeiro, o Flamengo respondeu com perigo apenas aos 27’. Guerrero encontrou Everton entrando na área, e o meia finalizou rasteiro ao lado da trave de Fábio. O rubro-negro ganhou força depois da jogada e cresceu no jogo. Do outro lado, nas jogadas em que conseguia chegar ao gol do adversário, o Cruzeiro buscava alçar bola na área, mas entregava a bola, uma vez que não havia ninguém para finalizar pelo alto – Elber, de 1,70m era quem aparecia para brigar.

O primeiro lance na volta do intervalo indicou que a estratégia seria corrigida. Por baixo, trocando passes e envolvendo o adversário em bonita trama, o Cruzeiro teve excelente chance. Diogo Barbosa, Alisson e Sobis tocaram na bola antes de Elber ser encontrado na pequena área. Na dividida com Renê, o flamenguista levou a melhor e tirou para linha de fundo. Aos 5’, nova chance clara. Romero fez excelente lançamento para Elber, que finalizou de primeira. Thiago fez bonita defesa.

Apesar da atuação consistente, as falhas na marcação das bolas aéreas voltaram a ser um problema na vida do Cruzeiro. O Flamengo aproveitou. Aos 8’, Rodinei cruzou, ninguém da zaga cruzeirense subiu, e a bola sobrou limpa para Everton, que acertou bonito cabeceio e abriu o placar. 1 a 0. Apesar do gol sofrido, a Raposa não abriu mão de sua ‘nova’ estratégia. Em saída rápida, Diogo Barbosa acertou raro lançamento para Sassá na grande área. O atacante, que havia acabado de entrar na vaga de Elber, não perdoou e partiu para a ‘Sassarrada’: 1 a 1.

Depois dos gols, o jogo ficou mais aberto. Com marcações menos consistentes, Cruzeiro e Flamengo passaram a dar mais espaço. A Raposa teve a chance de passar a frente do marcador aos 27’. Sassá partiu em velocidade, mas errou na tomada de decisão, deixou de tocar a bola para Rafael Sobis e desperdiçou a oportunidade. O duelo seguiu acirrado até o fim, mas o placar se manteve inalterado.

CRUZEIRO 1 X 1 FLAMENGO

Cruzeiro
Fábio; Lucas Romero, Murilo, Leo e Diogo Barbosa; Ariel Cabral e Lucas Silva; Elber (Sassá), Thiago Neves e Alisson; Rafael Sobis (Rafael Marques). Técnico: Mano Menezes.

Flamengo
Thiago; Rodinei, Réver, Rafael Vaz e Renê; Márcio Araújo e Cuéllar (Mancuello); Everton Ribeiro (Geuvânio), Diego (Berrío) e Everton; Paolo Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.

Gols: Everton (aos 8’2ºT) e Sassá (aos 14’2ºT)
Cartões amarelos: Lucas Silva, Rafael Sobis, Lucas Romero (Cruzeiro); Geuvânio (Flamengo)

Público presente: 43.480
Público pagante: 39.976
Renda: R$ 1.349.516,00

Motivo: 14ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data e horário: 16 de julho de 2017 (domingo), às 16h
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR/FIFA)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR/FIFA) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR/CBF)

Reprodução via Superesportes.
Foto: Site oficial do Cruzeiro.

Veja os melhores momentos da partida no vídeo postado pelo canal Ligados no Futebol: