Atlético para em Vanderlei, leva golaço do Santos e volta a ser derrotado no Horto

Galo perdeu grandes chances, inclusive um pênalti, e caiu por 1 a 0 em casa

O Atlético pressionou muito, tentou durante os mais de cem minutos de bola rolando no Horto, mas não conseguiu furar a defesa santista. Pelo contrário. Nos acréscimos do segundo tempo, levou belo gol de falta de Daniel Guedes e acabou derrotado pelo Santos por 1 a 0 no Independência.

O time alvinegro parou em Vanderlei, que fez grandes defesas e ainda pegou um pênalti de Fred. Do lado atleticano, Victor também pegou um pênalti, mas nada pôde fazer na falta de Daniel Guedes. No fim, vaias e gritos de ‘time sem vergonha’.

Com a derrota, o Galo perde a chance de se aproximar do G6, permanecendo com 17 pontos. Já o Santos chega aos 23 pontos e ocupa a vice-liderança.

O Galo volta a campo no próximo domingo, às 16h, contra o lanterna Atlético-GO, fora de casa. Já o Santos visita o Vasco no mesmo dia e horário.

O jogo

Roger Machado deixou Robinho no banco de reservas e escalou Marlone como titular. A mudança surtiu efeito e o camisa 92 mostrou muita disposição e movimentação em campo.

Na metade inicial do primeiro tempo, pressão intensa do Atlético para cima do Santos. O time da casa se impôs e foi para cima do adversário, criando chances e parando em boas intervenções de Vanderlei. A equipe mineira, no entanto, tentou muitos cruzamentos (30), sendo a maioria de forma equivocada (22).

Pelo lado paulista, a estratégia era esperar os erros do Galo e partir no contra-ataque, sempre com Bruno Henrique para cima de Marcos Rocha, que estava só na marcação do velocista. E numa dessas jogadas, aos 30’, o atacante foi derrubado pelo lateral-direito dentro da área. Pênalti. Na cobrança, Kayke bateu mal e Victor pegou firme, para alegria atleticana no Horto.

Depois, o Galo voltou a ficar em cima, criando chances com Cazares e Yago. Em novo contra-ataque, de novo Bruno Henrique, em velocidade, cruzou para Kayke, que parou em defesa de Victor e na trave. Já no último lance do primeiro tempo, foi a vez de Vanderlei brilhar mais uma vez. Marlone lançou Cazares, que foi derrubado na área por Leandro Donizete. Pênalti. Na cobrança, Fred caminhou lentamente e bateu rasteiro, mas o goleiro santista acertou o canto e fez a defesa.

O Atlético voltou para o segundo tempo com Valdívia na vaga de Yago, que estava jogando aberto pelo lado direito. E o Alvinegro voltou da mesma forma que iniciou o primeiro tempo: pressionando o Santos e buscando incessantemente o gol da vitória. No entanto, do outro lado, um inspirado Vanderlei.

O goleiro santista fez grandes defesas em chutes de Cazares e Valdívia. O Alvinegro mineiro não conseguia furar o bloqueio adversário. Para tentar mudar o panorama, Roger colocou Robinho e Rafael Moura nos lugares de Marlone e Fred.

Pelo lado do Peixe, Bruno Henrique fazia um carnaval para cima de Marcos Rocha. O atacante ganhou todas driblando o lateral-direito. No entanto, o Santos não conseguia aproveitar as boas jogadas de seu atacante.

A partir dos 30’, o Santos passou a viver um drama. O goleiro Vanderlei se machucou duas vezes, mas a equipe visitante não podia fazer mais substituições. O Atlético não aproveitou, não chutou a gol. E pagou caro por isso. Aos 49’, falta na entrada da área para o Peixe e Daniel Guedes colocou a bola no ângulo, sem chances para Victor: 0 a 1. No fim, vaias ao time alvinegro.

ATLÉTICO
Victor, Marcos Rocha, Bremer, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Yago (Valdívia), Elias e Cazares; Marlone (Robinho) e Fred (Rafael Moura)
Técnico: Roger Machado

SANTOS

Vanderlei, Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Leandro Donizete (Alison), Thiago Maia e Vecchio; Thiago Ribeiro (Hernández), Bruno Henrique e Kayke (Serginho)
Técnico: Levir Culpi

Gol: Daniel Guedes, aos 48 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Vecchio, Daniel Guedes (SAN)
Motivo: 13ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: estádio Independência, em Belo Horizonte
Público: 12.949
Renda: R$ 333.473,00
Data e hora: quarta-feira, 12 de julho, às 19h30
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique – RJ (CBF)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moises – RJ (CBF) e Michael Correia – RJ (CBF)

Veja os melhores momentos da partida no vídeo postado pelo canal Ligados no Futebol:

Foto: Site oficial do Atlético MG.