Está no Ar

Recados No Ar





Envie seu pedido!

Protetores de animais se unem para criação de ONG em Ferros

Como em muitas cidades, Ferros não é diferente em relação ao problema de maus tratos e abandono de animais. Diante disso, protetores de animais da cidade se uniram para a criação de uma ONG de defesa aos animais, a Associação de Proteção aos Animais Toca de Assis (Apata).

Neste sábado, 22 de abril, a Apata realizará uma Assembleia Geral aberta à população, às 10h, no Centro Cultural Roberto Drummond. Na ocasião haverá discussão e aprovação do Estatuto, eleição e posse da Diretoria e Conselho Fiscal. Estão confirmadas as presenças de representantes das ONGs Ampari, de Itabira, e Amar, de Santa Maria de Itabira.

Segundo uma das idealizadoras da Apata, Marilda Assunção Gonçalves, a ONG está disposta a trabalhar em prol da causa animal, buscando parcerias com faculdades de veterinária para fazermos mutirão de castração. “Já cansamos de presenciar maus tratos, como envenenamento de gatos e abandono de animais doentes e idosos. Está na hora de fazermos alguma coisa para mudar isso”, disse.

Segundo a ONG, o abandono de animais e maus tratos geram várias consequências, como superpopulação e transmissão de doenças.

História

Os amigos Marilda Assunção e Hugo Magalhães, ambos profissionais da saúde, pensavam na criação da ONG há aproximadamente três anos. A ideia ganhou força com o apoio da Polícia Ambiental e da Presidente da ADAF – Associação de Defesa Ambiental de Ferros, Tininha.

Após apresentação de um projeto sobre construção de canil/gatil à Polícia Ambiental do município, os amigos receberam apoio e orientações iniciais. Partindo daí, os membros buscaram por leis que protegem os animais, fizeram contato com outras ONGs, recebendo assessoria e suporte.

A ONG também recebeu apoio de vários outros protetores, que também viram a necessidade de se criar uma associação e buscar parcerias para conseguir castração, vacinas e conscientização.

Colabore e participe!

Segundo a ONG, cerca de 200 cães e um número maior de gatos, estão abrigados em casas de protetores voluntários. A associação não possui sede e conta com a ajuda da população. 

Para ajudar, doar ou fazer parte da associação, favor entrar em contato por meio dos telefones: (31) 99585-9707 e (31) 98437-0814 (WhatsApp).