Está no Ar

Recados No Ar





Envie seu pedido!

Presos fazem limpeza e manutenção urbana em 45 municípios de Minas Gerais

Mais 500 presos e presas do regime semiaberto estão nas ruas de 45 municípios do estado. Quase todas as regiões estão representadas na iniciativa, entre elas, Guanhães.

Os detentos trabalham no combate à dengue, limpeza de lotes vagos e córregos, varrição de ruas e manutenção de cemitérios. Essas atividades são realizadas por meio de parcerias entre as prefeituras e a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap).

Os homens e mulheres saem de manhã e retornam no fim da tarde. Nas ruas, vestem o uniforme das prefeituras ou uma camiseta e calça jeans. O uniforme vermelho de detento fica na unidade prisional, mas em todos os municípios a população sabe que há presos cuidando da limpeza de avenidas e ruas.

Os presos têm direito à remição de pena. Para cada três dias de atividades, um a menos na condenação. A remuneração é de ¾ do salário mínimo. Eles devem estar no regime semiaberto e ser aprovados pela Comissão Técnica de Classificação (CTC): grupo multidisciplinar de profissionais da unidade prisional, das áreas de segurança, jurídica, saúde e psicossocial.

Há casos especiais, autorizados pelo juiz da Comarca, de presos do regime fechado em atividades externas de trabalho.

Em Guanhães, Paulo Gonçalves de Oliveira, de 65 anos, diz ser bem recebido pela população. O presídio do município mantém seis presos na parceria com a prefeitura, mas também atende a sete municípios vizinhos.

O diretor-geral do Presídio de Guanhães, Francenir Barbosa Bicalho, destaca a vontade dos presos de participarem das atividades externas. “Assim que os detentos chegam ao regime semiaberto, eles fazem a solicitação do trabalho externo. Reconhecem os benefícios do trabalho com a prefeitura. E nós, da unidade, conquistamos grande confiança da população e autoridades da região”, avalia Francenir Bicalho.

Os detentos de Guanhães estão trabalhando na construção da 25ª Companhia Independente da Polícia Militar, nas obras do Posto de Medicina Legal da Polícia Civil, na reforma da delegacia de Sabinópolis e ainda na revitalização de escolas públicas. (Com Agência Minas)