Está no Ar

Recados No Ar





Envie seu pedido!

Mano diz que Cruzeiro 'soube sofrer' contra a Chape

Com empate sem gols, Raposa se garantiu nas quartas da Copa do Brasil

Apesar do futebol letárgico apresentado pelo Cruzeiro no empate por 0 a 0 com a Chapecoense, nesta quinta-feira, Mano Menezes preferiu analisar a classificação celeste às quartas da Copa do Brasil de outra forma. O treinador voltou a destacar que seus comandados “souberam sofrer” diante da pressão aplicada pelo adversário na Arena Condá – foram 17 finalizações do time dono da casa, sendo sete delas no gol, contra 11 da Raposa, mas apenas duas certeiras.

“A gente sabia e esperava um jogo difícil pelo nível de atuação da Chapecoense nos últimos jogos. Era a única equipe que havia jogado a Libertadores que ainda não tinha conseguido passar para a próxima fase da Copa do Brasil. O Cruzeiro veio para saber enfrentar o jogo com a força que o jogo ia requerer. Acho que a equipe foi bem, sofreu quando tinha que sofrer, criou oportunidades para fazer seu gol. Tivemos uma clara com Hudson no primeiro tempo, depois com Raniel, Rafinha. O que daria para gente mais tranquilidade. Se faz o gol, liquida a fatura. A equipe soube se comportar diante da dramaticidade, foi difícil marcar a bola aérea. Houve muito choque, corpo a corpo. Saímos contentes daqui”, analisou.

Apesar do controle do adversário dos dez minutos de jogo até o fim, o Cruzeiro conseguiu sair em alguns contra ataques e chegar com perigo ao gol de Jandrei. No primeiro tempo, Hudson teve chance clara depois de assistência de Lucas Romero, mas finalizou sem força. Já no segundo, Raniel desperdiçou oportunidade em seu primeiro lance depois de substituir Ramón Ábila. Mano, porém, descartou culpar erros individuais.


“Eu não costumo reclamar de jogador que perde a chance, porque fez tudo certo, escolheu alguma coisa e a bola passou perto. Cobro do meu grupo é comportamento de decisão. Têm jogos que você vai fazer, têm jogos que não. Não tenho que reclamar as oportunidades perdidas. Faz parte do futebol o que aconteceu hoje. O time iniciou bem, teve chance com o Ábila logo cedo, depois com o Hudson e tivemos outras. É assim, jogo grande tem momentos seus, o adversário momentos deles”, ressaltou.

Depois de garantir classificação, o Cruzeiro agora aguarda o sorteio que definirá o adversário nas quartas de final da Copa do Brasil. O evento está marcado para a próxima segunda-feira, dia 5, na sede da Confederação Brasileira de Futebol, no Rio de Janeiro.

Enquanto isso, Mano Menezes volta suas atenções para a disputa do Campeonato Brasileiro, mas não muda o foco sobre o adversário. No domingo, às 19h, o Cruzeiro recebe a mesma Chapecoense, no Mineirão. Os dois clubes dividem a liderança do torneio, ao lado do Corinthians, todos com sete pontos conquistados. Os catarinenses têm vantagem no saldo de gols. (Superesportes)