Está no Ar

Recados No Ar





Envie seu pedido!

Vice lança candidatura à presidência do Cruzeiro

Chapa para eleição do clube deverá ter José Eustáquio Lucas como vice

Atual segundo vice-presidente do Cruzeiro, Márcio Rodrigues informou a Gilvan de Pinho Tavares em reunião na última sexta-feira que será candidato à presidência do clube na eleição do fim do ano. A decisão está tomada e independe do apoio do atual mandatário. “Sou candidato para ir até o final. Eu vou concorrer e não estou me candidatando por candidatar, estou entrando na eleição para vencer”, disse Rodrigues ao Superesportes nesta terça-feira.   

Márcio Rodrigues é um dos quadros mais antigos da política do Cruzeiro. Ele integrou as chapas derrotadas em 2005, quando Fernando Torquetti perdeu para Alvimar Perrella, e em 2008, quando encabeçou a candidatura e foi vencido por Zezé Perrella com diferença de 326 votos. “Estou oficializando essa decisão. Queremos um Cruzeiro forte e sabemos que podemos administrar o clube como administramos nossas empresas”, disse Márcio, antes de contar seu principal objetivo de campanha.

“Observando as circunstâncias, o que está acontecendo, a falta de candidato, resolvemos colocar nosso nome à disposição do Cruzeiro. Vamos ajudar o clube como ajudamos nas categorias de base, são cinco anos de gestão. Vamos atrás de um time forte, buscar o título que não temos que é o Mundial de Clubes”, disse. “Vamos formalizar nossa campanha ao conselho assim que possível”, prometeu o candidato.


Ainda não há decisão sobre quem será o vice-presidente da chapa. A reportagem apurou que Márcio fez alguns convites nos últimos dias e a tendência é que o juiz José Eustáquio Lucas Pereira, conselheiro nato, aceite a proposta. “Vários conselheiros, que pediram nossa candidatura, já falaram que estão comigo, que terei o voto deles. A gente não montou nossa chapa ainda, estamos estudando os melhores nomes, mas temos vários”, garantiu Marcinho, como é conhecido.

Gilvan de Pinho Tavares aceitou bem a ideia de Márcio, conforme revelou o vice. “Somos amigos. A conversa foi boa. Como ele teve vontade de ser presidente um dia, e foi, agora é a vez de outros. Estou postulando esse cargo e tenho consciência que tenho competência para administrar o Cruzeiro”, complementou. A princípio, Rodrigues segue como vice-presidente responsável pelas categorias de base, cargo que exerce desde o início do primeiro mandato de Gilvan.

 

Além de Márcio, os ex-presidentes Zezé Perrella e César Masci já lançaram pré-candidatura à presidência do Cruzeiro. Bruno Vicintin é outro que mostrou intenção de disputar o cargo, mas precisa da mudança de estatuto para concorrer. A eleição no Cruzeiro não tem data marcada, mas deverá acontecer entre setembro e novembro de 2017. (Superesportes)