Está no Ar

Recados No Ar





Envie seu pedido!

América treina em Brasília mirando clássico com o Galo

Felipe Amorim, que saiu lesionado, já iniciou tratamento e será reavaliado

O América se complicou na Primeira Liga depois de perder para o Flamengo por 1 a 0, na última quinta-feira, em Brasília. Porém, o time já virou a página, e começou na manhã desta sexta-feira a preparação para o clássico de domingo, contra o Atlético, às 17h, no Mineirão.

Os jogadores participaram de um treino no espaço fitness do hotel onde a delegação está concentrada na capital federal. Os atletas que participaram de todo o jogo contra o Flamengo fizeram apenas um trabalho de recuperação muscular, enquanto os demais realizaram atividades físicas na academia. Os jogadores trabalharam sob supervisão do preparador físico Edy Carlos e pelo fisioterapeuta Diego Goncalves, mas toda a atividade foi acompanhada pelo técnico Enderson Moreira.

Depois da partida, o treinador chegou a lamentar a maratona de jogos enfrentada pelos clubes.


"A gente tem que sobreviver. O problema é que a gente vai de Belo Horizonte para Rio Branco, no Acre, e volta. Vai para Poços de Caldas em sete horas de ônibus e volta de ônibus. Vem para Brasília e volta para fazer um jogo no Mineirão. Depois vamos para Maceió, voltamos e, no sábado, tem jogo. Aí pensam que o jogador é máquina. E ainda se questiona a qualidade do jogo. Ela é dada em função de jogo, treinamento e recuperação. Às vezes temos que abrir mão de alguns atletas. Eles não conseguiram jogar hoje (quinta-feira) porque estão extenuados pela sequência", analisou Enderson.

Felipe Amorim

Uma das possíveis baixas de Enderson Moreira no clássico é o atacante Felipe Amorim. Ele deixou o campo com dores na clavícula esquerda, ainda no primeiro tempo do jogo, e foi único que não participou das atividades dessa sexta. De acordo com o departamento médico do clube, depois de exames foi constatado que o atleta sofreu uma forte luxação no local. Ele já está em tratamento, mas será novamente reavaliado em Belo Horizonte para verificar se será necessário a realização de procedimento cirúrgico.

 

“Estou melhor, sim. Mas ainda sinto dores nos menores movimentos. Não foi fácil para dormir. Agora é aguardar a reavaliação para saber se será necessário algum tipo de cirurgia. Espero que não, para que eu possa voltar o mais rápido possível”, relatou o atleta.

A delegação do América retorna à capital mineira ainda nesta sexta-feira. Os atletas serão liberados em seguida e retornam aos treinos no próximo sábado, às 10h, no CT Lanna Drumond. (Superesportes)