Está no Ar

Recados No Ar





Envie seu pedido!

Enderson critica arbitragem em derrota para o Flamengo

Técnico do Coelho lamentou chances e expulsão com o time melhor em campo

O América entrou em campo com uma formação alternativa entre jogadores titulares e reservas. Adversário da noite desta quinta-feira pela Primeira Liga, o Flamengo também poupou o time principal para as finais do primeiro turno do Campeonato Carioca. Nos 15 minutos iniciais, o Rubro-negro foi para cima e pressionou o Coelho até sair o gol, aos 10, com Gabriel. Só depois é que os comandados de Enderson Moreira se encontraram em campo e passaram a dominar as ações na partida. Para o treinador americano, além da efetividade do adversário, alguns erros determinaram a derrota alviverde.

 

Ainda que tenha colocado na balança os pontos negativos de sua equipe, Enderson Moreira dirigiu boa parte de suas críticas à arbitragem. Para o treinador, o critério do paranaense Rafael Traci na aplicação de faltas e cartões foi equivocado. O comandante americano criticou as decisões e classificou como 'infeliz' a atuação do árbitro na noite desta quinta-feira, no Bezerrão, no Distrito Federal.

 

“No primeiro tempo, nosso time foi bem melhor que o do Flamengo, controlamos bem o jogo. Tivemos 15 minutos ruins e, depois, controlamos o jogo. Fomos para cima, tentamos, tivemos posse de bola no campo do Flamengo. Teve finalizações, defesa do Muralha. Boas bolas paradas, jogadas em linha de fundo com possibilidade de fazer o gol. Quanto a arbitragem, eu falo mesmo. Em lances que para um lado é amarelo, para o outro não é. Não dá para entender. Teve situações para eles tomarem o amarelo e não foi dado. Com isso eu fico chateado porque queremos sempre uma coisa muito isenta. Sem tirar os méritos do Flamengo. Não tem nada a ver com isso. Mas acho que o árbitro foi muito infeliz no jogo de hoje”, disparou.

 

“Ele amarelou nosso time de uma maneira que chama a atenção. Acho que ele foi muito mal. É claro que tem lances duvidosos. Tem uns dois ou três do segundo tempo que eu preciso ver. Mas para mim foi muito claro. Teve um lance no finalzinho do primeiro tempo, um escanteio em que ele marcou uma falta não sei do quê. Um lance que o cara segura o Juninho dentro da área. São lances que não dá para entender. O cara tem que apitar como se fosse isento de qualquer tipo de pressão. Estou falando isso numa derrota, mas muito tranquilo para poder falar. Não teve nenhum lance capital, mas a arbitragem foi ruim tecnicamente e no aspecto disciplinar”, complementou Enderson Moreira, que também apontou onde sua equipe falhou na partida.

 

“Lamentamos porque, nesse período em que fomos melhores, não conseguimos construir situações de gol e levar pelo menos um empate para o intervalo. A partir da expulsão, jogando contra uma equipe como a do Flamengo, com um a menos e atrás no placar, tínhamos que marcar bem para não sofrer o segundo e deixar a partida viva até o final. Tivemos algumas situações no segundo tempo que, com um pouco mais de tranquilidade, poderíamos ter saído com um empate que para nós já seria um grande resultado em função da expulsão”, finalizou. (Superesportes)