Está no Ar

Recados No Ar





Envie seu pedido!

Em clássico morno, Cruzeiro busca empate com América

Equipes da capital definem vaga na final do Estadual em jogo no Mineirão

Nenhuma grande inspiração em América e Cruzeiro no empate por 1 a 1, na tarde deste domingo, no Independência, pela semifinal do Campeonato Mineiro. Depois de início de jogo com alguma movimentação e chances de lado a lado, os adversários da capital pararam de propor o jogo. Mandante, o Coelho chegou ao gol primeiro, depois de Messias aproveitar cobrança de escanteio de Gerson Magrão. A Raposa respondeu minutos depois. Decisivo, Thiago Neves recebeu cruzamento preciso de Diogo Barbosa e empatou a partida.

Como terminou a primeira fase do Estadual na vice-liderança, o Cruzeiro joga por novo empate no confronto de volta, marcado para o Mineirão. O América precisará buscar o triunfo. A Federação Mineira de Futebol ainda não confirmou a data e o horário do duelo.

Antes da semifinal regional, o Cruzeiro volta a pensar em Copa do Brasil. Vitorioso no jogo de ida contra o São Paulo, no Morumbi, por 2 a 0, a Raposa decide em Belo Horizonte vaga nas oitavas de final da competição nacional. O jogo contra o Tricolor está marcado para a próxima quarta-feira, dia 19, às 19h30, no Mineirão. O time de Mano Menezes pode até perder por 1 a 0 que estará garantido na próxima fase. O América descansa até reencontrar o rival.

O jogo


Diferentemente do compromisso da última quarta-feira, diante do São Paulo, quando esperou o adversário e foi reativo, o Cruzeiro segurou a posse de bola e propôs o jogo na primeira metade da partida contra o América. Até para cumprir esse objetivo, Mano Menezes escalou Rafael Sobis, recuperado de desgaste muscular, na vaga de Ramón Ábila. O América, por sua vez, não conseguiu atender aos pedidos desesperados de Enderson Moreira para diminuir os espaços dados ao time de Mano Menezes.

As primeiras chances de perigo vieram com o Cruzeiro aos 18’ e aos 19’. Da intermediária, Thiago Neves testou a bola e forçou João Ricardo a fazer bonita defesa. Na cobrança de escanteio, no lance seguinte, Manoel cabeceou por cima do gol, quase abrindo o marcador. O América respondeu aos 25’. Depois de boa trama entre Hugo Almeida e Blanco, a bola chegou livre para Renan Oliveira, que falhou na finalização. Oportunidade que deu ânimo ao Coelho, mais atento aos desarmes e mais veloz na criação das jogadas a partir daquele momento.

Aproveitando-se da fragilidade defensiva do Cruzeiro pelo lado direito, por conta da insegurança de Mayke, o América dominou as ações finais do primeiro tempo. Aos 37’, o jogador do Cruzeiro perdeu a posse dentro da área para Renan Oliveira, que encontrou Gustavo Blanco livre. O volante finalizou com força, mas Rafael fez excelente intervenção. Na volta do intervalo, para corrigir esse problema, Mano Menezes trocou Mayke por Henrique e colocou Hudson para fazer a função na direita.

Segundo tempo

Com desempenhos pouco contundentes, trocas e passes preguiçosas e tentativas frustradas de lançamentos, América e Cruzeiro fizeram um começo de segundo tempo equilibrado. O cenário começou a mudar aos 16’, quando o América abriu o placar. Gérson Magrão cobrou escanteio fechado, a bola correu toda área celeste e sobrou para Messias, que aproveitou erro de marcação de Ariel para fazer 1 a 0. O Cruzeiro não demorou para responder na mesma moeda. Diogo Barbosa fez cruzamento preciso para Thiago Neves, dentro da área, empatar aos 22’. 1 a 1.

Mais cautelosos depois dos gols, América e Cruzeiro frearam o que poderia ser um novo momento de jogo. Com linhas médias de marcação, buscaram o gol adversário, mas sem investir tudo que poderiam nas infiltrações. Mano ainda tentou melhorar colocando Ramón Ábila, mas o desenho do jogo se manteve. Com o empate, a Raposa segue com a vantagem para o duelo da volta, no Mineirão, em horário e local ainda a serem confirmados pela Federação Mineira de Futebol.

AMÉRICA 1 X 1 CRUZEIRO

AMÉRICA
João Ricardo; Auro, Messias, Rafael Lima e Ernandes; Gustavo Blanco, Juninho, Gérson Magrão (Mike) e Renan Oliveira (Ruy); Felipe Amorim (Alex Silva) e Hugo Almeida. Técnico: Enderson Moreira.

CRUZEIRO
Rafael; Mayke (Henrique), Leo, Manoel e Diogo Barbosa; Hudson e Ariel Cabral; Thiago Neves, Arrascaeta (Rafinha) e Rafinha (Ramón Ábila); Rafael Sobis. Técnico: Mano Menezes.

Cartões amarelos: Renan Oliveira e Ernandes (América)
Gols: Messias, aos 16’2ºT; Thiago Neves, aos 22’2ºT
Público: 4.429
Renda: R$76.955,00
Motivo: jogo de ida das semifinais do Campeonato Mineiro
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data e horário: 16 de abril de 2017 (domingo), às 16h
Árbitro: Igor Júnio Benevenuto (MG)
Assistentes: Pedro Araújo Dias Cotta (MG) e Ricardo Júnio de Souza (MG)

(Superesportes)